DOCTOR-HOUSE

por

A escolha do médico obstetra para acompanhar a gravidez não é tarefa fácil. Não pedimos um House… pedimos apenas um profissional com reconhecido mérito e mais, um companheiro na jornada que se avizinha.

Durante a gestação e meses seguintes a mulher vai passar por intensas transformações físicas e emocionais e o médico ideal é aquele que transmite confiança, que a deixa segura e à vontade para conversar sobre tudo, para quem se pode telefonar sempre que alguma dúvida surja (o que é normal para a paciente, pode não o ser para o obstetra e vice-versa).

INDICAÇÃO
Pode vir de uma amiga/familiar, de artigos que tenha lido na internet e/ou em livros/revistas (com os quais se tenha identificado), de livros que o médico tenha publicado, entrevistas que tenha dado, etc.

É óbvio que um médico pode ser excepcional para uma pessoa e ser ‘razoavelzinho’ para outra. Sabemos disso. Assim, penso que será uma boa ideia seguir uma indicação dada por alguém da sua inteira confiança e que a conheça bem. Note que irá sempre ouvir boas e más experiências.

HOMEM OU MULHER?

Dependerá muito de si. Obviamente a formação técnica é igual independentemente de ser homem ou mulher. No entanto, cabe-lhe a si decidir com qual se sentirá melhor. Nada melhor do que experimentar. Pode pensar preferir indubitavelmente uma mulher e, após consultar um médico obstetra homem, sentir que mudou de ideia!

PRIMEIRO CONTACTO
É, geralmente, face-a-face e é muito importante a forma como se é recebida/acolhida pelo profissional. Empatia é a palavra-chave. É impressionante o que se pode apreender sobre o outro neste momento: se é acolhedor, se é pomposo ou simples, se a mulher se sente bem ou constrangida, etc.

ENTENDER O PERFIL DO MÉDICO

Tente perceber se o médico obstetra partilha consigo a visão sobre o período pré-natal e o parto. Quer ter um parto natural e em casa? Prefere ter o seu bebé num hospital ultra-moderno? Verifique quais as ideias do seu médico.

SEGUNDA ESCOLHA

Sinta-se livre para escolher um novo médico, caso não se tenha sentido ‘em casa’ na primeira consulta e/ou tenham surgido conflitos durante o período gravídico.

CONSULTÓRIO

Esteja atenta às infra-estruturas do consultório: aparelhos de ultra-som, etc.

Psicóloga Clínica (ISCS-N). Mestre em Aconselhamento Dinâmico (ISMT). Psicodramatista (SPPPG). Instrutora de Massagem Infantil (APMI-IAIM). Instrutora de Massagem nas Escolas (AME-MISP). Formação em Vinculação e Psicopatologia. Docente do Ensino Superior. Orientadora / co-orientadora de teses de licenciatura e orientadora de estágios em Psicologia. Formação em Língua Gestual Portuguesa - nível I.

Latest posts by Helena Eiro Ferreira (see all)