prenatal-check-up

por

Durante o período de gravidez é importante ter acompanhamento médico regular, para garantir que tanto a mãe como o bebé se encontram bem de saúde.

O plano de consultas e os exames a realizar irão diferir consoante a mãe se encontre a ser acompanhada em contexto público ou privado. Em qualquer gravidez são obrigatórias 6 consultas, no mínimo; e, no caso de uma primeira gravidez, existe uma consulta de calendarização entre as 8-10 semanas, depois as consultas serão de 4 em 4 semanas até 32 semanas e depois de 2 em 2 semanas até ao momento do parto.

Este é um plano de consultas pré-natais de rotina:

  • 8-10 semanas
  • 16 semanas
  • 25 semanas
  • 28 semanas
  • 31 semanas
  • 36 semanas
  • 38 semanas
  • 40 semanas

Análises ao sangue:

  • Grupo sanguíneo
  • Factor rehsus
  • VIH
  • Hepatite B
  • Imunidade à rubéola
  • Imunidade à toxoplasmose
  • Hemograma

Ecografias:

A adequada vigilância de uma gestação de baixo risco pressupõe a realização de uma ecografia em cada trimestre:

  • 11-13 semanas – Confirma-se DPP, estuda-se a morfologia fetal e é medida a translucência da nuca (TLN), ou seja a espessura da prega da nuca, que, se estiver aumentada, pode indicar uma eventual síndroma de Down.
  • 20-22 semanas – Estudo anatómico detalhado dos diferentes órgãos e sistemas do feto no sentido de se excluírem eventuais malformações. È também na ecografia do segundo trimestre que a grande maioria dos casais toma conhecimento pela primeira vez do sexo do feto;
  • 30-32 semanas – Avalia-se o crescimento do feto e a sua vitalidade, é feita uma medição do líquido amniótico, identificada a localização da placenta e mais uma vez estudada a anatomia fetal.

Outros testes de diagnóstico:

  • Em cada consulta são realizados exames à urina, para despiste de eventual presença de proteínas (associadas a pré-eclampsia), infecções urinárias e açúcar (pode indicar diabetes gestacional).
  • Em cada consulta é, ainda, medida a tensão arterial.

Nota importante: a existência de um feto estruturalmente bem formado não é sinónimo de um recém nascido sem problemas, porque a ecografia não permite avaliar se os diferentes órgãos têm um funcionamento normal.

Psicóloga Clínica (ISCS-N). Mestre em Aconselhamento Dinâmico (ISMT). Psicodramatista (SPPPG). Instrutora de Massagem Infantil (APMI-IAIM). Instrutora de Massagem nas Escolas (AME-MISP). Formação em Vinculação e Psicopatologia. Docente do Ensino Superior. Orientadora / co-orientadora de teses de licenciatura e orientadora de estágios em Psicologia. Formação em Língua Gestual Portuguesa - nível I.

Latest posts by Helena Eiro Ferreira (see all)